domingo, 30 de janeiro de 2011

O Historiador

Autor: Elizabeth Kostova
Editora: Biblioteca Sábado
Número de páginas: 477

Uma jovem encontra, na biblioteca do seu pai, umas velhas e enigmáticas cartas e um estranho livro praticamente em branco. Quando pergunta ao seu pai sobre esses curiosos objectos, este conta-lhe como o livro chegou às suas mãos e como mudou a sua vida e a de todos os que o rodeavam. E assim começa uma série de aventuras, que percorrem três continentes e dois séculos, e que tratam de segredos familiares, a imprescindibilidade da História e uma conspiração que envolve uma das figuras mais notáveis da cultura ocidental, Vlad III o Empalador, conhecido desde o século XIX, graças à obra de Bram Stoker, simplesmente como Drácula.

Uma viagem através do tempo e da História, tendo como fundo um dos maiores mitos da nossa cultura: Drácula. Para quem não sabe donde veio a história desta personagem mítica e em quem foi baseada, é um bom livro para aprender alguns factos obscuros da Europa, principalmente da de Leste, sempre tão esquecida nos manuais de História. 
Pelo meio da História em si, as vidas de várias personagens vão sendo contadas em paralelo ao longo das páginas, saltando década à frente, década atrás ou até mesmo séculos. Em comum estas pessoas além de serem historiadores têm um livro que a dada altura das suas vidas lhes aparece de forma inesperada e que no meio de todas as suas páginas em branco tem a xilogravura medieval de um dragão. O aparecimento destes livros trouxe à vida de cada uma das personagens uma série de acontecimentos catastróficos que, conforme a verdade estivesse mais perto de ser alcançada, iam piorando, pondo em risco de vida o historiador e aqueles que o rodeava.
Um dia uma menina encontra na biblioteca do pai um desses livros e através de cartas e dos relatos do pai vai conhecendo a história por trás do desenho, cabendo-lhe a ela após o desaparecimento do pai descobrir o quanto aquelas memórias e o próprio Drácula influenciaram a sua vida.
Foi uma leitura que me agradou, não só pelos bocadinhos da História obscura que conta mas também pela forma como a escritora consegue misturar a História com a lenda. Drácula é uma daquelas personagens que sempre me fascinou e vê-lo por esta perspectiva é tão rara que vale a pena ler este livro para nos lembrar que a personagem de horror existiu sobre a forma de um homem que cometeu crimes horrendos.
A capacidade da autora de misturar as diversas histórias e memórias das várias personagens para constituir uma história só e com um seguimento de forma a que o leitor possa entendê-la (apesar que um leitor menos atento pode ficar a perdido a dada altura). Para quem gosta de livros complexos é uma obra a ter na estante e à ler.

6/7

2 comentários:

  1. Concordo com cada palavrinha tua! É um livro complexo mas, muito muito bom! Eu acho que daria uma excelente adaptação televisiva...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pensar que já li este livro há tanto tempo! É mesmo Jojo =)
      Olha não era nada mal pensado!=O

      Eliminar