segunda-feira, 14 de março de 2011

Celestial

Autor: Cynthia Hand
Editora: Edições Saída de Emergência
Número de páginas: 285

No começo há um rapaz entre as árvores...
Clara Gardner descobriu há pouco tempo que é uma sangue de anjo. Ter sangue de anjo a correr-lhe nas veias, faz com que fique mais inteligente, mais forte e mais rápida do que os humanos. Significa, também, que tem um propósito. Uma razão para ter sido colocada na terra. No entanto, descobri-lo, não é fácil.
As suas visões de um enorme incêndio florestal e de um rapaz atraente que ela não reconhece, levam-na para uma nova escola, numa nova cidade. Quando conhece Christian, o rapaz dos seus sonhos (literalmente), tudo parece encaixar no lugar- e, ao mesmo tempo, fora do lugar. Afinal, existe Tucker, outro rapaz que apela ao lado menos angélico de Clara.
Ela deseja apenas encontrar o seu caminho num mundo que já não compreende. Mas encontra perigos invisíveis e escolhas que nunca pensou ter de fazer - entre a honestidade e o engano, a amor e o dever, o bem e o mal. Quando o incêndio da sua visão finalmente acontecer, estará Clara preparada para enfrentar o seu destino?

Doce, maravilhoso, absolutamente angelical. Celestial foi uma feliz surpresa que me encantou o coração. Revigorante na sua história plena de emoções, este livro lembra-nos que há sentimentos que não podem morrer e que a vida é mais do que as regras impostas. A luta entre o dever e o coração vai ensinar a sangue-de-anjo Clara que os seus dois lados nem sempre estão em sintonia, tendo que aprender a seguir o caminho certo pelo meio desta encruzilhada.
Como se não bastasse, tem de lidar com os segredos da sua espécie, perguntas sem respostas e uma mudança que não vai correr tão bem quanto ela esperava. Clara é uma daquelas personagens que é impossível não gostar. A rapariga destila doçura, responsabilidade e romantismo pelos poros e vai ser um prazer observar o seu crescimento psicológico. Sem contar que a mãe dela é um poço de mistério, havendo muita história por trás que me deixou, definitivamente, com água na boca. Quanto aos moços, Christian e Tucker, são dois achados. Tão diferentes quanto o sol e a lua, deixam-nos completamente divididas (pronto eu adorei logo o Tuck mas faz de conta que eu não disse isto).
É um livro encantador que promete algum desenvolvimento, deixando-nos com vontade de mais no final. Eu, pelo menos, estou ansiosa para seguir a evolução. Um primeiro volume que nos deixa a ansiar por mais e onde parece que quase nada nos foi dito, deixando a nossa imaginação voar.
E romântico por demais! Foi só impressão minha ou este livro é mesmo de deixar o nosso coração derreter de tanta ternura? Para os românticos, atirem-se de cabeça, vão adorar. Para quem gosta de anjos, é uma história a ter na prateleira. Para quem gosta de fantasia em geral, não há nada a perder.

6/7



2 comentários:

  1. Olá. Também gostei bastante deste livro e confesso que o Tuck, comparando os dois, também é o meu preferido...

    Quanto à pergunta que fazes, realmente faz-nos bem ler um livro assim e em algumas partes dava gosto ler a relação de Tuck e Clara. :)

    ResponderEliminar
  2. Olá Rita!
    Dava não dava?=) Já fazia falta um livrinho assim!

    Beijo*

    ResponderEliminar