terça-feira, 24 de abril de 2012

82ª Feira do Livro de Lisboa



Desde que me lembro que todos os anos esperava ansiosamente pela ocasião em que as barraquinhas começavam a aparecer no Parque Eduardo VII. Quando isso acontecia, eu contava o dia, as horas, até que finalmente, chegava o dia e a minha mãe e a minha avó lá me levavam.
Ainda hoje, assim que entro na Feira, a sensação é a mesma, uma ansiedade e felicidade só ultrapassada pelos saquinhos que eu trazia para casa. Antes havia, sol e gelados. Agora é chuva e farturas e, infelizmente, a paciência das companhias de sempre já não é a mesma, muito por culpa do tempo chuvoso de Abril. Tenho saudades de passear na Feira com o sol radioso e um calor agradável. Tenho pena das gerações que não puderam comemorar o dia da criança como eu tantas vezes o fiz. Na Feira do Livro de Lisboa.

Hoje saúdo, mais uma vez, o evento porque espero todos os anos e apesar de hoje não dever lá ir, já conto com a promessa de uma presença amanhã. Os gastos serão mais contidos, as listas estão feitas e organizadas, a Europa-América já me defraudou os planos, a Saída de Emergência já me deixou satisfeita. Agora só falta colocar lá os pézinhos e arrastar a companhia de cima a baixo até regressar a casa satisfeita.

6 comentários:

  1. Bons momentos! Fomos umas crianças tão felizes *.*

    ResponderEliminar
  2. AAAH eu gosto tanto da Feira do Livro!! Nunca fui à daí de baixo, mas conto que deve ser maior que a nossa. Têm muitos alfarrabistas?

    ResponderEliminar
  3. Tambémmm eu *.* Tem mas não te sei dizer quantos lool

    ResponderEliminar
  4. Eu ia hoje mas este tempo =( odeio Feira do Livro em Abril!

    ResponderEliminar