quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Opinião - Desejo Subtil

Título Original: Secrets of a Summer Night (#1 Wallflowers)
Autor: Lisa Kleypas

Editora: 5 Sentidos
 Número de Páginas: 336

Sinopse
 Quatro jovens da sociedade elegante de Londres partilham um objetivo comum: usar os seus encantos femininos para arranjarem marido. E assim nasce um ousado esquema de sedução e conquista. A delicada aristocrata Annabelle Peyton, determinada a salvar a família da desgraça, decide usar a sua beleza e inteligência para seduzir um nobre endinheirado. Mas o admirador mais intrigante e persistente de Annabelle – o plebeu arrogante e ambicioso Simon Hunt – deixa bem claro que tenciona arruinar-lhe os planos, iniciando-a nos mais escandalosos prazeres da carne.
Annabelle está decidida a resistir, mas a tarefa parece impossível perante uma sedução tão implacável… e o desejo descontrolado que desde logo a incendeia.
Por fim, numa noite escaldante de verão, Annabelle sucumbe aos beijos tentadores de Simon, descobrindo que, afinal, o amor é o jogo mais perigoso de todos.

 Opinião
 No mundo dos romances históricos há uns quantos nomes a respeitar e Lisa Kleypas é um deles. Autora de 21 romances de sucesso já venceu vários prémios, entre RITA Awards, da Romantic Times ou da Publishers Weekly, na categoria de Melhor Romance Sensual maioritariamente. Traduzida em mais de 14 línguas, é uma das autoras românticas mais amadas da contemporaneidade, sendo que os seus livros tornam-se bestsellers assim que são publicados. Por cá começou a ser traduzida a série Wallflowers, estando o segundo volume para sair.
Como sabem, este é o género de leitura que mais dissabores me tem trazido mas que aos poucos tenho ido retomando e até com algumas surpresas como foi o caso específico de Julia Quinn e de Sherry Thomas, autoras que vão mais além do que as histórias de amor escaldantes passadas em séculos anteriores. Lisa Kleypas é um dos grandes nomes do género e como elogios não têm faltado na blogosfera achei que está era uma aposta de leitura a fazer, mesmo que Emma Wildes não se tenha revelado o que esperava.
Lisa retorna à receita simples deste tipo de romance, um único casal, de classes diferentes, em que ele é um conquistador nato que despreza a classe superior e ela, uma nobre altiva mas sem dinheiro que o despreza a ele, particularmente mas uma atracção imensa irá juntá-los para um final feliz. Resumindo assim, este parece um livro se nada de novo, mas tanto eu como vocês estávamos enganados. A autora torna este casal o cúmulo da ironia, do sarcasmo, da sensualidade e do divertimento e Anabelle é o tipo de protagonista longe daquelas que se deixam dominar pela presença masculina e pelo amor. Altiva, genuína, até coquette e irritante, não tem medo de pagar em armas e fazer o que é preciso para salvar a família e as novas amigas e muito menos baixa a cabeça, dizendo o que lhe apetece ao burguês industrial que lhe quer roubar o coração. Simon é um lutador, um trabalhador que não se deixa iludir pelas regras e etiqueta da nobreza e que irá fazer o que for preciso para tirar a altivez a uma certa mulher de nariz empinado.
Observar a relação destes dois foi uma alegria recheada de risos e sorrisos, onde não faltou nada, desde o romantismo a irritação, do divertimento à sensualidade.
O restante leque de personagens, bem presentes ao longo da trama, elevou o livro a algo mais do que uma história de amor. Carismáticas, divertidas, marcaram presença e não deixam que o casal principal controle toda a acção, o que torna o livro diferente, mais vivo e poupa o leitor à rotina deste tipo de livro. Outro ponto de salientar é o início do livro, que tem um dos momentos mais fortes que eu já tive oportunidade de ler em todos os livros do género que já me passaram pelas mãos e que me conquistou logo para o restante livro. Para além disso, a relação de Simon e Anabelle tem o seu próprio ritmo e autora não precisou de páginas a mais para a relação deles parecer real nem para andar mais que as outras autoras.
Por fim, o que deu mesmo a este livro a pontuação que lhe dei foi o cuidado histórico real da autora. Lisa encheu cada página com pormenores históricos únicos, tendo um deles proporcionado a melhor cena do livro, não descurando absolutamente nada dos costumes da sociedade londrina daquela época que estava a receber as alterações industriais e a ser saqueada pelos nouveaux riche vindos de Nova Iorque. Brilhante, bem enquadrados, deram o que faltava a este livro para ser mais do que os outros.
Lisa Kleypas foi uma agradável surpresa e, penso que juntando-a às outras duas autoras que referi assim, fui de novo reconquistada para este género e que tão depressa, não vou sair desta zona confortável. Para quem, como eu, andou saturada do género, aproveitem, pode ser que tenham uma agradável surpresa.

4* Opinião Clube BlogRing seguindo a classificação do Goodreads

8 comentários:

  1. Tenho que ver se leio este livro :D

    ResponderEliminar
  2. Tenho esse livro aqui ainda para ler,mas já li da autora Um Estranho Nos Meus Braços,do qual gostei muito.E depois da sua resenha fiquei ainda mais curiosa para ler Desejo Subtil!

    Beijos!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Paula!=D Espero que entretanto já tenhas tido oportunidade de ler este livrinho lindo *.*

      Eliminar
  3. *sigh*
    Adoro esta série, e esta autora. :3

    Ai, tens de ler os outros. O livro da Evie é o meu favorito!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu quero imenso ler este da Lillian e do emproado xD Mas o da Evie deve ser muito bom =$

      Eliminar
  4. Estou a ler este e até agora estou a gostar, mas pensei que por esta altura já tivesse a adorar...hmmm bem veremos que se segue.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, a sério?? Vais ver que quando deres conta já vais estar a adorar ;)

      Eliminar