segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Opinião - Prometo Amar-te...

Título Original: Something From Tiffany's
Autor: Melissa Hill
Editora: Quinta Essência
Número de Páginas: 448

Sinopse
 O sonho de qualquer mulher é receber uma joia da Tiffany`s. Na Quinta Avenida, em Nova Iorque, dois homens muito diferentes estão a comprar presentes para as mulheres que amam. Gary está a comprar uma pulseira de pendentes para a sua namorada Rachel. Em parte para lhe agradecer por ter pago aquelas férias de sonho a Nova Iorque e em parte porque deixou as compras de Natal para o último dia. Já Ethan procura uma coisa um pouco mais especial �- um anel de noivado para a primeira mulher que o fez feliz desde que perdeu o amor da sua vida. Porém, quando os sacos das compras dos dois homens se misturam e Rachel recebe o anel de Ethan, a vida dos dois casais acaba por unir-se. E restituir o anel à sua legítima dona revela-se mais complicado do que Ethan antecipava. Será que o destino tem alguma coisa reservada para os dois casais? Ou será que é a magia da Tiffany`s que está no ar?

Opinião

Apesar de ser irlandesa de nascimento, Melissa Hill tem conquistado tanto as leitoras da sua terra natal como as britânicas e desde 2002 que tem feito as delícias e trocado as voltas a milhares de fãs, sendo uma das autoras irlandesas melhor sucedidas. Sem nunca ter pensado numa carreira que envolvesse os gatafunhos que escrevia na escola, Melissa acabou por alcançar o sucesso e onze anos, onze romances e um milhão de cópias vendidas depois ela continua a fazer com os que os seus leitores se surpreendam a tua última página. Os seus livros, publicados em mais de vinte e três línguas, têm sido um sucesso de vendas e dois deles ganharão vida, um como série e outro no grande ecrã. Para além dos romances chick-lit, Melissa é co-autora de thrillers com o marido Kevin.

Prometo Amar-te, possivelmente o livro mais famoso de Melissa, foi um dos melhores livros de 2011 na Irlanda e Inglaterra, conta com catorze edições e esteve oito semanas seguidas como número um de vendas em Itália. Sendo o mais recente livro da autora traduzido por terras lusas, este livro promete as mesmas reviravoltas, humor e romantismo dos restantes.

Uma caixinha azul envolvida por um laço branco é sinónimo de sonho, felicidade e vestido de noiva e, que de certeza absoluta, o moço que lha deu acha que é a mulher da vida dele. Invocando Audrey Hepburn, o Natal e o felizes para sempre, Ethan escolhe um solitário para dar mais um passo na sua vida e mudá-la para algo melhor mas a magia e o romantismo da Tiffany’s não estão do seu lado e ao armar-se em bom samaritano perde um anel de noivado e vira a sua vida do avesso. Entre Nova Iorque, Londres e Dublin, casais vão separar-se, apaixonar-se e descobrir que um anel pode muito bem decidir com quem quer ficar mesmo que seja o único a achar isso… Por entre o cheiro de pão, o glamour dos diamantes e as tempestades provocadas pelas mentiras, as promessas vão desfazer-se, ganhar um novo brilho e mostrar onde realmente está o amor verdadeiro.

Através de uma escrita divertida e romântica, Melissa apresenta-nos a vida de dois casais e como uma reviravolta do destino pode mudar a vida deles com apenas um gesto. Uma narrativa cheia de humor, reviravoltas e uma mãozinha das estrelas, este livro guarda o seu final como um bem precioso e, até mesmo ao fim, o destino de cada personagem fica em aberto até que cada peça se junta para nos apresentar o mais inesperado que possam imaginar. Normalmente, surpresas e fins com que ninguém está a contar é um bom ingrediente mas desta vez não consegui ficar convencida. Melissa usa e abusa das reviravoltas, dos enganos, dos desastres e afins para prolongar a história até ao máximo e isso acaba por criar um certo enfado no leitor que até está a gostar da história, já está a ver o rumo todo e de repente as voltas são todas trocadas e a solução está cada vez mais longe de estar a vista.

O que começa como uma história divertida e romântica acaba por se tornar um arrastar de acontecimentos cuja resolução já podia ter sido dada e isso, apesar da escrita fácil e envolvente da autora, acaba por retirar um bocado do prazer da leitura. Até meio do livro, as situações caricatas prendem-nos a atenção e o carisma das personagens fazem-nos antever finais felizes e altares no horizonte mas a meio já só queremos que a história acabe até porque começamos a perceber que a autora vai mesmo pregar-nos uma rasteira. Um final surpreendente é bom mas um final que o leitor não antevia nem queria deixa um sabor agridoce e é isso que Melissa nos faz quando as últimas páginas começam a ser viradas a uma velocidade assustadora e a coisa começa a sair do controlo. Parece que este é um típico nos seus livros e isso faz-me pensar que é melhor não gostar muito das personagens senão não vou gostar de como tudo vai acabar.

Quanto às suas personagens têm carisma, são leves e divertidas, rodeadas de estereótipos e mereciam um livro mais curto para não perderem a piada pois o prolongamento torna os seus dramas algo irritantes. A meu ver, com um livro mais curto a autora tinha ganho mais e nós leitores também pois é a história tem um potencial imenso mas acaba por perder o romantismo e depois de um arrastar infinito de situações o fim acaba não só por saber a pouco como se dá tão rápido que mal damos por ele. É preciso encontrar um equilíbrio pois se ele existisse eu teria gostado muito mais deste livro.

Apesar de não totalmente convencida, penso ler outro livro da autora para tirar as teimas e ver se este é apenas um caso isolado. 

 3*Opinião Clube BlogRing seguindo a classificação do Goodreads

Sem comentários:

Enviar um comentário