quinta-feira, 22 de agosto de 2013

From Pages to a Movie *A Cidade dos Ossos*






  Um dos filmes porque mais aguardei este ano estreia hoje nas salas de cinema mas graças à Planeta Manuscrito pude ir ontem à ante-estreia no Vasco da Gama, tendo encurtado as férias temporiaramente para o puder fazer tal era o meu entusiasmo em relação a ele e foi com um misto de sensações que vi o ecrã apagar-se pois se fiquei feliz por o ver também fiquei um pouco desiludida com o resultado final.




  O problema deveu-se às muitas cenas que estão completamente diferentes do livro e de algumas mudanças temporais das ocorrências que deixam  quem leu logo de pé atrás porque o livro é bastante visual e não percebo qual o objectivo de mudar coisas mínimas que podiam ter respeitado mas, agora mais calma e com a hippie em mim mais racional, acho que o pior foi mesmo terem estragado o final antes de ele acontecer, ou seja, a grande surpresa é estragada antes de ser revelada, estragando um fim sensacional de cortar a respiração. Ah, e estou chateada por a mota não voar porque penso que teria sido um grande momento visual e tão fixe mas pronto... De resto, houve alguns momentos pouco coerentes e que ficaram um pouco por explicar.

  Quanto aos efeitos especiais, estiveram à altura bem como as cenas de acção. Todas as coisas fantásticas do livro estão bem representadas e foram de grande destaque e as lutas foram adrenalina pura. Os cenários estavam excelentes, principalmente o Instituto e a Cidade dos Ossos que me deixaram quase a babar e a grande atenção que deram a Manhattan foi de louvar. A banda sonora também é qualquer coisa e a caracterização era exactamente como a imaginava e aqui tem de haver um grande destaque aos Irmãos Silenciosos que estavam qualquer coisa.


  O elenco acabou por me surpreender mas não haja dúvida que as estrelas foram Lily Collins e Jonathan Rhys Meyers. A actriz foi uma Clary perfeita e Meyers deu a Valentine um ar ainda mais louco e violento que intensifica a personagem. Apesar de não o achar o Jace perfeito, a minha personagem preferida, Jamie Campbell Bower acabou por representar bastante bem o caçador de sombras e acaba por falhar por não arrancar suspiros às espectadoras. Robert Sheehan também correspondeu às expectativas e foi um excelente Simon. Já Kevin Zegers e Jemima West deixaram um pouco a desejar e Godfrey Gao não foi um Magnus à altura.

Ou seja, se eu não tivesse lido o livro, garanto-vos que tinha adorado o filme mas assim é impossível mesmo que agora consiga ver que não foi tão mau como pensei à partida. Era
excusado ter-se alterado tanta coisa, as cenas à Exorcista e os ritos satânicos mas lá está, é raro o filme que corresponde ao que estámos a espera e este não foi excepção mas tendo se tornado uma das minhas sagas preferidas sim queria muito mais do que isto.



A Cidade dos Ossos *Opinião*
A Cidade das Cinzas *Opinião*

   










Sem comentários:

Enviar um comentário