quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Quem Faz Anos Hoje? *Sarah Dunant*

Em 1950, na cidade de Londres, nasceu uma das minhas autoras preferidas, alguém que escreveu a Renascença como ninguém e que acaba de publicar um livro que eu quero imenso e que espero bem que seja publicado cá. Faz hoje 63 anos e é com muito carinho que desejámos os Parabéns a...


Sarah Dunant


Biografia 
 
  Estudou História no Newnham College em Cambridge onde também se envolveu em teatro. Depois de um curto tempo na BBC, Sarah passou a maior parte dos seus vinte anos a viajar para locais como Japão,Índia ou América do Sul. Quando começou a escrever, fê-lo em conjunto com um amigo, com quem escreveu dois livros e uma série de televisão. 

  Depois disso, começou a escrever sozinha, tendo escrito dez livros, três roteiros e editou dois ensaios. Trabalhou em televisão e rádio como produtora e apresentadora, tendo regressado à BBC Televisão onde se manteve durante sete anos até passar para a rádio.

  Actualmente, continua a trabalhar na rádio, escreve e é crítica. Foi uma das patronas do Orange Prize para ficção feminina, é editora da revista da Academia Real e faz críticas para o The Times, The Guardian e The Independent. Para além disso, dá aulas de escrita creativa e no curso de estudos da Renascença em Washington.

  Vive entre Londres e Florença e tem duas filhas.


Bibliografia

 

Exterminating Angels (escrito com Peter Busby  como Peter Dunant), 1984

Intensive Care (escrito com Peter Busby  como Peter Dunant), 1986

Snow Storms in a Hot Climate, 1988

 
The War of the Words: The Political Correctness Debate, 1994
The Age of Anxiety, 1997

Transgressions, 1997

Mapping the Edge, 1999

O Nascimento de Vénus, 2003 (publicado SdE/ASA)

Na Companhia da Cortesã, 2006 (publicado SdE)

Corações Sagrados, 2009 (publicado ASA)

Blood and Beauty, 2013

 

Hannah Wolfe series:
 
Birthmarks, 1991

Fatlands, 1993

Under My Skin, 1995
Prémios
Silver Dagger Award para Ficção Policial 1993 por Fatlands
Walter Scott Prize para Ficção Histórica 2010 por Corações Sagrados
Eu e as suas Obras

O meu primeiro contacto com Sarah Dunant foi através de O Nascimento de Vénus, na altura publicado pela SdE que, ainda hoje, é um dos meus livros preferidos de sempre. Gostei tanto da autora que ainda no mesmo ano li Na Companhia da Cortesã e depois tive de penar três anos até a voltar a ver publicada mas desta vez por outra editora. Corações Sagrados (opinião) tirou-me a barriga da miséria mas agora o meu coração sofre por Blood and Beauty que estou a rezar para ser traduzido para português.

Sem comentários:

Enviar um comentário