quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Tentações: A Guerra Diurna [1001 Mundos]

Já na sua livraria
o novo livro de 
Peter V. Brett




Título: A Guerra Diurna
Título Original: The Daylight War
Autor: Peter V. Brett
Editora: ASA
Número de Páginas: 796
Preço: €22
ISBN: 9789892324494




*Peter V. Brett*
 Autor best-seller internacional de O Homem Pintado e A Lança do Deserto. Criado com uma dieta contínua de romances de fantasia, banda desenhada e jogos Dungeons & Dragons, Brett tem escrito histórias de fantasia desde que se lembra. Formou-se em Literatura Inglesa e História da Arte na Universidade de Buffalo em 1995 e passou mais de uma década no ramo das publicações farmacêuticas, antes de regressar à sua paixão. Vive em Brooklyn, Nova Iorque. 



A Guerra Diurna
Sinopse: Na noite da Lua Nova, os demónios erguem-se em força, procurando as mortes dos dois homens com potencial para se tornarem o lendário Libertador, o homem que, segundo a profecia, reunirá o que resta da humanidade num esforço derradeiro para destruir os nuclitas de uma vez por todas. Arlen Fardos foi outrora um homem comum, mas tornou-se algo mais: o Homem Pintado, tatuado com guardas místicas tão poderosas que o colocam à altura de qualquer demónio. Arlen nega constantemente ser o Libertador, mas, quanto mais se esforça por se integrar com a gente comum, mais fervorosa se torna a crença destes. Muitos aceitariam segui- lo, mas o caminho de Arlen ameaça conduzir a um local sombrio a que apenas ele poderá deslocar-se e de onde poderá ser impossível regressar. A única esperança de manter Arlen no mundo dos homens ou de o acompanhar reside em Renna Curtidor, uma jovem corajosa que arrisca perder-se no poder da magia demoníaca. Ahmann Jardir transformou as tribos guerreiras do deserto de Krasia num exército destruidor de demónios e proclamou-se Shar`Dama Ka, o Libertador. Tem na sua posse armas ancestrais, uma lança e uma coroa, que consubstanciam a sua pretensão e vastas extensões das terras verdes se curvam já ao seu poderio. Mas Jardir não subiu ao poder sozinho. A sua ascensão foi programada pela sua Primeira Esposa, Inevera, uma sacerdotisa ardilosa e poderosa cuja formidável magia de ossos de demónio lhe permite vislumbrar o futuro. Os motivos de Inevera e o seu passado encontram-se envoltos em mistério e nem Jardir confia nela por completo. 


Porquê uma tentação?
Acabei de ler o primeiro livro da saga, O Homem Pintado há poucos dias e gostei imenso! Preciso de saber o que acontece a seguir e espero que a qualidade se mantenha.


 Pode encontrá-lo aqui


Outros livros da série
  


Sem comentários:

Enviar um comentário