segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Fórum Fantástico 2013

  Finalmente consegui ir ao Fórum Fantástico e tenho a dizer que fiquei muito bem impressionada, não só com os temas que foram abordados como também com a organização e os convidados. Muitos Parabéns a esta iniciativa que tem crescido ao longo dos anos e que espero que cresça ainda mais!

  Durante o dia de sábado assisti a parte da apresentação da revista Lusitânia, projecto em que tenho interesse desde que foi criado enquanto fã de Fantasia e Ficção Científica e estudante de História portuguesa, tendo trazido uma revista para casa que espero ler durante esta semana. Quanto à sessão sobre a "História da FC Portuguesa" ouvi pela primeira vez um senhor pelo qual tenho o máximo respeito e que conheci pelo seu livro O Sangue e o Fogo, António de Macedo, que me levou de volta às minhas saudosas aulas de Imaginário Medieval para meu gaúdio e grande alegria. Luís Filipe Silva já é para mim uma cara conhecida e, como sempre, foi um prazer ouvi-lo. Mas aquela que era mesmo a sessão a que eu queria assistir era a "Sessão Steampunk" que em nada me desiludiu. Gostei bastante de ouvir a Angélica falar sobre o seu trabalho que muito admiro e de como este estilo/género se tem desenvolvido de há uns tempos para cá, não só entre aficcionados como na alta-costura. Quanto à Joana Lima, à Sofia Romualdo e o André Nóbrega, estiveram sempre bem dispostos e apresentaram-nos os seus vários projectos como a EuroSteamCon que parte para a sua 3ª edição, o concurso que fizeram na Feira do Livro de Lisboa deste ano, a construção do Almanaque Steampunk 2013 e a evolução dos Hangouts que têm feito. A Clockwork Portugal apresentou ainda uma curta lindíssima, Invention of Love que aconselho a todos, vejam!

  Ainda durante o sábado, a Safaa Dib e o Luís Corte-Real apresentaram a nossa Bang!, o novo site da revista, falaram do projecto no Brasil, como correu, o que esperam e como as revistas, publicações e não só,  irão conjugar-se e unir os públicos português e brasileiro. Autores serão publicados nos dois lados do Atlântico mesmo que não na mesma altura, serão partilhados artigos nas Bang! mas haverá sempre coisas diferentes em ambas. Resta-nos esperar o sucesso da SdE Brasil, a continuação do sucesso da nossa SdE e que a Bang! continue a deliciar-nos. Foram ainda conhecidos os vencedores do concuros ZoranFrames e a AMP Rodriguez, juntamente com a Joana Lima, apresentou o novo projecto Winepunk, em que contou como a ideia surgiu e como avançou. Infelizmente tive de sair mais cedo e não consegui ouvir muito mais.
Quanto a autores, Luís Corredoura apresentou o seu livro Nome de Código: Portograal falando das questões históricas relacionadas com a invasão a Portugal que Hitler queria levar a cabo e que serviu de mote ao seu livro e Ian McDonald falou do seu livro Brasil apresentado um humor bem acentuado.

  No domingo cheguei tarde e a más horas tendo chegado durante a apresentação de Sangue Frio, um projecto de zombies levado a cabo por Vasco Rosa e Diana Lima. Infelizmente não ouvi David Rebordão e Nuno Bernardo mas tive, eu e a audiência de levar com os berros e má educação de Vasco Rosa. Acho lamentável alguém não só estar aos berros ao microfone e nem se aperceber disso ou não querer e ainda falar por cima dos outros e não aceitar conselhos de pessoas mais velhas e com mais experiência no ramo. Como disse Vasco Rosa, não é por algo ser português que temos obrigação de o ver e ainda bem que ele assim o acha pois fiquei de facto mal impressionada com ele. Mas enfim, valeu a curta Jogo Maldito de David Rebordão que com um humor negro e um Scrable especial animou os ânimos para a apresentação da Banda-Desenhada, género que não sigo muito nem conheço muito bem mas que depois de ontem irei certamente tomar em atenção. João Mascarenhas falou da "sua" Butterfly Chronicles, um manga português digital com uma ideia giríssima por trás, Ricardo Venâncio, ilustrador, falou do seu primeiro projecto totalmente seu, Hanuram, o Dourado cujos desenhos me impressionaram imenso bem como a história. Por fim, conheci os famosos rapazes port trás da tão falada BD Dog Mendonça e Pizzaboy que proporcionaram muitas gargalhadas, falaram do fim deste projecto e de como começou bem como do viral booktrailer com aranhas gigantes. No fim, foi passada a curta Esperânsia de Claúdio Jordão que terminou com este dia em grande.

Por isso, apesar dos atrasos, foi sem dúvida um fim-de-semana bem passado e fica a promessa que não mais faltarei a um Fórum Fantástico e espero, sinceramente, que não vá para o Meo Arena porque a Biblioteca Municipal Orlando Ribeiro é o local certo para este projecto. Até para o ano!

Sem comentários:

Enviar um comentário