quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Opinião - O Juramento da Rainha

Título Original: The Queen's Vow: A Novel of Isabella of Castile
Autor: C. W. Gortner
Editora: Topseller
Número de Páginas: 448


Sinopse
 Isabel é apenas uma adolescente quando a forçam a tornar-se uma peã numa conspiração para destronar o seu meio-irmão, o rei Henrique. Acusada de traição e posta cativa, aos dezassete anos vê-se subitamente coroada rainha de Castela, o maior reino de Espanha.
Mergulhada num conflito mortal para manter o trono, está determinada a casar-se com o único homem que ama, mas que lhe é proibido: Fernando, príncipe de Aragão. Quando decidem unir os reinos de ambos sob o lema «uma só coroa, um só país, uma só fé», Isabel e Fernando deparam-se com uma Espanha empobrecida e cercada por inimigos.
Com um grande interesse pela descoberta do desconhecido, deixa-se apaixonar pela visão de um enigmático navegador chamado Colombo.
Mas quando os mouros do reino de Granada declaram guerra, tem lugar uma violenta e terrível batalha contra um antigo adversário, que irá testar toda a determinação, a coragem e a crença tenaz que Isabel tem no seu destino.


Opinião

  Criado em Espanha e metade espanhol de nascimento, C.W. Gortner vive actualmente em São Francisco, é defensor dos direitos dos animais, preocupa-se com os problemas ambientais e escreve romances históricos. Com mestrado em Escrita na especialidade de Estudos Renascentistas, é conhecido pela extensa pesquisa que faz para os seus livros, tendo mesmo experimentado a vida no castelo espanhol e dançado num salão Tudor.


  C. W. Gortner já publicou seis romances históricos, traduzidos para catorze línguas, sendo dois deles parte de uma trilogia sobre os Tudor e está neste momento a escrever o sétimo sobre Lucrezia Bórgia. O Juramento da Rainha foi publicado em 2012 e está traduzido para seis línguas.


  Isabel de Castela, a Rainha Católica é uma figura que nunca apreciei muito mas, depois de ler este livro, não só dei por mim a apaixonar-me pela história desta rainha como a compreendê-la e talvez, a admirá-la um pouco. Gortner tem uma escrita cuidada que, inesperadamente, se revela apaixonada e forte, carregada de emoções e predestinações que nos prende de imediato à história e nos leva a devorá-la como se não houvesse amanhã. Como ninguém, o autor consegue apresentar as ambiguidades, não só da figura histórica, como da política, da sociedade e da economia da época, apresentando um quadro fiel e realista que permite ao leitor tomar as suas próprias conclusões. A ficção e a história imiscuem-se na perfeição para nos dar um relato apaixonante e poderoso da vida recheada de uma mulher que seguiu os seus ideais até ao fim da vida, fazendo-nos adorar a história e a mulher.


  Cheia de intriga, traição e paixão, esta é uma história que nos apresenta uma Castela dividida e decrépita, vítima da ambição e perversão daqueles que a governam que, graças aos sonhos e a fé de uma infanta, se viria a tornar uma das nações mais poderosas da Europa. Ao longo de toda a leitura quase podemos sentir a mão do destino a encaminhar Isabel para um futuro maior enquanto esta, nas suas alegrias e tristezas, no seu medo e força, sonhava com a mudança, com a paz e o amor. Caracterizada de uma forma única e excepcional, Isabel de Castela cresce, erra, apaixona-se e mostra que todos nós somos feitos de diversas facetas, que todos temos sonhos e obrigações, que o certo muitas vezes é o errado, que às vezes é preciso esquecermos e outras recordar sempre. De uma grande figura histórica, Gortner cria uma grande personagem dando-lhe vida, humanizando-a, nunca desculpando-a ou condenando-a, simplesmente apresentando a rainha, a mulher, a mãe, a filha, a irmã, a verdadeira Isabel.


  Sendo uma narrativa na primeira pessoa quase sem diálogos onde o tempo passa de repente seria de esperar que esta fosse uma leitura densa mas, pelo contrário, acaba por ser uma leitura viciante que mesmo carregada de pormenores históricos, nomes, linhagens, cidades e outras tantas referências, consegue ser concisa e coerente. A vasta pesquisa feita pelo autor contribui bastante para a excelente caracterização histórica onde só encontrei um errozinho que ele não seria o único a cometer. Ao longo da história nenhum momento importante foi esquecido e é de admirar como o autor consegue humanizar estas figuras históricas, apresentando os seus defeitos, medos e fraquezas com a mesma graça com que apresenta as suas qualidades e sonhos. Enquanto romance, pois é isso que este livro é e não um livro de História, O Juramento da Rainha é um excelente trabalho de ficção que pode levar os leitores mais preocupados a procurar saber mais sobre estas personagens.


  Não só Isabel nos apaixona. Todo este livro é feito de personagens marcantes, de figuras poderosas mais ou menos importantes que tornam possível esta história. Desde a amiga de sempre de Isabel, Beatriz, aos irmãos e a mãe da Rainha, os seus seguidores, os seus inimigos, todos eles são caracterizados de forma excepcional. Partilhando o protagonismo com Isabel, Fernando, seu marido e grande amor, é uma das personagens mais marcantes desta história tendo me surpreendido bastante ao longo da leitura. Já os infantes, cuja presença constante é para mim um dos pormenores mais queridos deste livro, representam bem quem serão um dia e foi com graça que vi todos eles crescerem e revelarem as suas personalidades.


  Gortner estreia-se em Portugal de forma admirável com uma história apaixonante e poderosa que nos prende o fôlego, nos arrepia, nos marca profundamente. O Juramento da Rainha é, sem dúvida, um dos melhores romances históricos deste ano e C.W. Gortner um dos melhores autores do género. Espero ansiosamente por mais livros seus.


2 comentários:

  1. Olá!

    Este é um livro pelo qual estou muito curiosa. Depois de ler a tua opinião fiquei ainda mais convencida. Está muito bom =)

    Bjs e boas leituras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Maria!

      Obrigada! Não estava a espera de gostar tanto deste livro, este é sem dúvida um autor a seguir no género =)

      Beijinhos e boas leituras

      Eliminar