quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

O Aniversário de Jane Austen

  A autora mais romântica e acho que posso dizer mais adorada pelas leitoras desde há séculos, comemoria o seu aniversário dia 16 de Dezembro. Ou seja, este ano comemora-se o seu 238º aniversário. Muito já foi dito sobre Austen e as suas obras, por isso este post serve para comemorar à minha maneira o nascimento de uma das minhas autoras preferidas. E como? Falando-vos da minha experiência com esta autora.

  O meu livro preferido de Austen deve ser aquele que quase todos preferem, Orgulho e Preconceito, uma das maiores histórias de amor de todos os tempos mas também uma crítica social assaz pertinente que nos faz olhar a sociedade de Austen com outros olhos. Das várias adaptações ainda só vi duas e adoro ambas. A de Joe Wright de 2005 e a série da BBC. De formas diferentes penso que ambas, sendo uma um filme e outra uma série que têm dez anos de diferença, demonstram bem a magia que esta história acarreta e o porquê de tantos séculos depois ainda fazer as leitoras sonhar. Recomendo ambas as vizualizações com bastante afinco.

  Da autora faltam-me ler Emma e Northanger Abbey, sendo que o primeiro irei ler em Janeiro para um desafio e outro também penso ler em 2014. Para além desses restam obras mais desconhecidas como Lady Susan e histórias mais curtas como Amor e Amizade, The Watsons e Sanditon que estão inacabadas, Lesley Castle entre outras que podem ser encontradas em separado ou compiladas em Juvenilia.

  Dos que já li, Persuasão é o meu segundo preferido, seguido de Sensibilidade e Bom Senso (opinião aqui). Ao contrário do que se possa pensar eu não desgostei de Mansfield Park (opinião aqui), aliás adorei ver o lado mais irónico e cínico da autora e penso que deve ser uma leitura obrigatória para quem gosta da autora e para quem há queira ler num registo mais "afiado".

  Acerca de retellings das obras de Jane, li este ano dois que adorei e que são completamente diferentes um do outro. Austenlândia (opinião aqui)é um retelling de  Orgulho e Preconceito bastante divertido e que irá agradar as fãs do livro bem como as de Colin Firth. Já For Darkness Shows the Stars (opinião aqui) é um retelling distópico de Persuasão e é lindo. Se tiverem facilidade em ler inglês ou se quiserem estrear aconselho! Se procurarem uma autora moderna que se aproxime do estilo de Jane Austen, aconselho-vos Julia Quinn cuja série Bridgeton está a ser traduzida pela ASA (opiniões aqui, aqui e aqui).

  Quanto a filmes, Bridget Jones é a comédia obrigatória mas The Jane Austen Book Club é perfeito! E ambos são adaptações de livros. Infelizmente ainda ando na minha saga de ver todas as séries da BBC e as adaptações cinematográficas dos seus livros, tendo só visto a de Emma com Gwyneth Paltrow, uma actriz de que não gosto muito e que me fez andar a fugir do livro. Penso que tenho de rever o filme!

Por último, para quem gosta de seguir todo o tipo de curiosidades, novidades e opiniões sobre Austen aconselho-vos o Jane Austen PortugalVisitem!

7 comentários:

  1. Ainda só li o Orgulho e Preconceito e o Sensibilidade e bom senso. Quero ver se este mês ainda leio o Persuasão que é o preferido da minha irmã;) Dizem que a série da BBC de 2009 baseada no Emma é bastante boa. Quero ver se a vejo depois de ler o livro para o ano.
    Gostei muito deste post! Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Persuasão é tão lindo, adoro-o!=D Também quero ver se a vejo, até porque gosto mais da actriz da série e pode ser que a Emma se redima aos meus olhos =p
      Obrigada!

      Beijinhos e boas leituras

      Eliminar
  2. O primeiro livro que li dela foi a Emma...Gostei muito, não tanto pela componente romântica, embora esta seja fofinha, mas pelo sentido de humor da Austen que superou aquilo que estava à espera. A história passasse sempre no mesmo sitio com as mesmas personagens e dão-se as maiores confusões. Depois li a abadia de Northanger e o orgulho e preconceito que também não desgostei. Acho que muita gente interpreta os livros da Austen como sendo apenas cenas românticas para senhoras, tanto que há uns tempos li um texto em que alguém dizia que a Jane era a stefanie meyer do seu tempo...Ia-me dando uma coisinha má. Tenho aqui para ler o Mansfield Park e o sensibilidade e bom senso, tenho vindo a adiar a leitura por estar em inglês, mas quem sabe para o ano...

    cumps :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por isso mesmo é que acho que quando vi o filme fui demasiado afectada pela Paltrow ou então o filme não soube passar a imagem do livro. Tenho mesmo de ler o livro para saber.
      Alguém dizia o quê?? Ai o meu coração que não aguenta estas coisas!! Eu acho que há pessoas que não sabem interpretar e outras que não lêem os livros mas colocam-lhes rótulos =/
      Gosto de ambos mas se calhar mais do Mansfield pelo tom irónico e algo cómico dele =)

      Boas leituras!

      Eliminar
    2. Li isso algures num blog...Fugi logo dali. Tudo bem que se nota que a Meyer leu Austen, mas por as duas ao mesmo nível...Céus! Quase tão mau quanto quererem reescrever os livros dela com cenas de sexo...Também li isso algures. Muita gente não gosta da Emma por ela ser rica e fútil, mas como foi o primeiro livro que li não tinha termo de comparação...Tenho de tentar ler mais livros dela, mas há tantos que se metem pelo meio...

      cumps!

      Eliminar
    3. De facto!! Essa das cenas de sexo já sabia, fiquei tão traumatizada! Como aquele livro das "Cinquenta Sombras de Darcy"... medoooooo! São demasiados livros e muito pouco tempo...

      Boas Leituras!

      Eliminar
    4. Não sabia que existia tal coisa...Acho que não vou pesquisar. Isso ainda é pior que aquilo dos zombies...

      cumps

      Eliminar