terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Opinião - Diamonds & Deceit

Título Original: Diamonds & Deceit (#2 At Somerton)
Autor: Leila Rasheed
Editora: Disney-Hyperion
Número de Páginas: 320


Sinopse
 London is a whirl of balls and teas, alliances and rivalries. Rose has never felt more out of place. With the Season in full swing, she can't help but still feel a servant dressed up in diamonds and silk. Then Rose meets Alexander Ross, a young Scottish duke. Rose has heard the rumors about Ross's sordid past just like everyone else has. Yet he alone treats her as a friend. Rose knows better than to give her heart to an aristocrat with such a reputation, but it may be too late.

Ada should be happy. She is engaged to a handsome man who shares her political passions and has promised to support her education. So why does she feel hollow inside? Even if she hated Lord Fintan, she would have no choice but to go through with the marriage. Every day a new credit collector knocks on the door of their London flat, demanding payment for her cousin William's expenditures. Her father's heir seems determined to bring her family to ruin, and only a brilliant marriage can save Somerton Court and the Averleys' reputation.

Meanwhile, at Somerton, Sebastian is out of his mind with worry for his former valet Oliver, who refuses to plead innocent to the murder charges against him--for a death caused by Sebastian himself. Sebastian will do whatever he can to help the boy he loves, but his indiscretion is dangerous fodder for a reporter with sharp eyes and dishonorable intentions.

The colorful cast of the At Somerton series returns in this enthralling sequel about class and fortune, trust and betrayal, love and revenge.


Opinião

  Casada com um saxofonista dinamarquês, Leila Rasheed tem mestrado em Escrita e Literatura Infantil e está a dar os primeiros passos na literatura juvenil enquanto autora. Metade inglesa, metade bangladeshiana, a autora que queria ser como o Indiana Jones costuma liderar workshops de escrita criativa, critica manuscritos e é mentora de escritoras de ficção infantil e juvenil.

  Os seus primeiros trabalhos foram três livros infantis mas tem sido com a série At Somerton, uma série juvenil histórica cujo primeiro livro é Cinders & Sapphires, que a autora tem ganho mais fãs. Diamonds & Deceit, o segundo volume, tem publicação marcada para o início de Janeiro.

  Nesta série, Downton Abbey encontra Princesas de Nova Iorque e, tal como estas não falta drama, escândalos e segredos em Somerton. Depois de um primeiro volume convincente e mesmo viciante foi com expectativa que iniciei este segundo volume e esperava que a autora tivesse emendado as falhas do anterior mas, infelizmente, aconteceu exactamente o oposto. Apesar de Diamonds and Deceit ser uma leitura tão fluída e de tanto entretenimento como Cinders and Sapphires, neste nota-se ainda mais os pontos negativos desta história que a autora em vez de colmatar intensificou ainda mais. O problema não está na sua escrita que se mantém arrojada e directa mas sim na forma como desenvolveu a trama, tendo perdido alguns momentos para brilhar.

  O enredo perde-se em cenas de pouca importância e o que realmente interessa para a história acaba por nunca aparecer aos olhos do leitor. Muitos momentos importantes são nos apresentados indirectamente, personagens desaparecem sem grande justificação e mesmo as relações entre algumas delas desfazem-se, o que quebra o ritmo da trama e acaba por fazer parecer que certas personagens são apenas meios para chegar a certos fins. Isto acaba por fazer com que a trama se desenvolva a um ritmo bastante incerto e com que apenas três personagens tenham o devido destaque, o que acaba por insatisfazer o leitor que se vê sem saber o que aconteceu ao certo a personagens de que gostou no primeiro livro.

  Outra coisa que me desiludiu bastante foi o facto de que no primeiro livro a autora apostou em vários temas tabu que davam uma certa profundidade à história e aqui temos basicamente romance, triângulos amorosos e crises existenciais e esses temas são completamente esquecidos. Ora a banalidade que caracteriza este livro não ajuda à sua apreciação e faz com que esta série se torna igual há tantas outras e tira-lhe toda a piada. Contudo, nem tudo é mau. Neste volume a autora tentou dar mais atenção às quezílias entre a criadagem e ao seu papel na sociedade e nas relações com os patrões, não faltando revelações surpreendentes, traições e segredos, só que isso não basta para tornar esta leitura em algo melhor.

  Havendo personagens que desapareceram do mapa e outras que apenas aparecem para que tornem possíveis certos acontecimentos, houve três que se mantiveram na ribalta e em torno das quais se fez este livro, o que não foi uma jogada muito inteligente. Se Rose continua a ser a personagem mais forte do livro, Ada revelou-se uma desilusão com as atitudes que teve ao longo de todo o livro. Já Charlotte sofre uma grande mudança que não é convincente pois não é de todo gradual e acaba por desfazer o brilho desta personagem. De resto, as personagens foram indiferentes, tirando Lawrence que me irritou durante todo o livro.

  Por fim, não percebi o epílogo. Passa-se um ano e a única coisa que sabemos é que começou a Primeira Grande Guerra e onde estão quatro personagens. Então e o que aconteceu entretanto? É que o último capítulo termina com grandes mudanças e acabámos por não saber onde ficámos o que é bastante irritante.

  Assim, Diamonds and Deceit foi uma leitura agridoce mais pontuada pela desilusão do que pelo entusiamo, o que me deixa mesmo triste porque o primeiro volume era bastante promissor. Esperemos que a autora desenvolva melhor o último livro porque senão parece-me que esta será uma trilogia entre tantas outras.


As minhas opiniões da série

Sem comentários:

Enviar um comentário