terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Opinião - A Grande Revelação

Título Original: Romancing Mr. Bridgerton (#4 Série Bridgerton)
Autor: Julia Quinn
Editora: ASA
Número de Páginas: 376


Sinopse
 O coração de Penelope Featherington sofre por Colin Bridgerton há... não pode ser!?? ...mais de dez anos? Sim, essa é a triste verdade. Dez anos de uma vida enfadonha, animada apenas por devaneios apaixonados. Dez ingénuos anos em que julga conhecer Colin na perfeição. Mal ela sabe que ele é muito (mesmo muito) mais do que aparenta... Cansado de ser visto como um mulherengo fútil, irritado por ver o seu nome surgir constantemente na coluna de mexericos de Lady Whistledown, Colin regressa a Londres após uma temporada no estrangeiro decidido a mudar as coisas. Mas a realidade (ou melhor, Penelope) vai surpreendê- lo... e de que maneira! Intimidado e atraído, Colin vai ter de perceber se ela é a sua maior ameaça ou o seu final feliz. ps: este livro contém a chave do segredo mais bem guardado da sociedade londrina.


Opinião

  Nasceu Julia Cotler e devia ter sido médica. Mas o mundo acabou por a conhecer por Julia Quinn e pelos seus romances históricos. Culpem o Bem&Jerry’s, ou melhor, agradeçam-lhe! Vencedora do prémio RITA três vezes em quatro anos, autora de mais de vinte livros, co-autora de várias antologias e a mais jovem autora a entrar no RWA Hall of Fame, Julia Quinn é uma campeã do Romance Histórico como a sua diva Amanda Quick. Comparada a Jane Austen, é possivelmente uma das autoras preferidas do século e a sua série Bridgerton a preferida das românticas.


  Quarto livro da série, A Grande Revelação é o preferido das fãs de Quinn practicamente por maioria absoluta e considerado por muitas o melhor romance histórico que alguma vez leram. Publicado em 2002, traduzido para onze línguas, venceu o AAR para Melhor Heroína e para Melhor Casal.


  Depois de meses a ressacar, desesperar e enlouquecer por este livro, finalmente li-o e posso vos dizer que a espera valeu a pena. Sendo parte da melhor série de romances históricos que já li e de uma das minhas autoras preferidas, seria de esperar que A Grande Revelação  tivesse tanto encanto e charme quanto os livros anteriores, que fosse recheado de humor e romance como eles mas, a verdade, é que este livro ultrapassa todas as expectativas. Quinn transforma a história do Patinho Feio num conto que nos provoca sorrisos e suspiros, um conto sobre espera, sobre amor verdadeiro, sobre os justos terem sempre os seus finais felizes. O resultado é que a autora se supera a si mesma e nos dá a mais perfeita das histórias.


  Página a página, relembrámos com Penelope os momentos que passou com Colin, vivemos os seus sonhos, tentámos impedir a sua resignação, apaixonamo-nos por ele com ela e, pelo caminho, adorámo-la ainda mais. Vemos um amor formar-se, crescer e amadurecer, duas vidas sempre entrelaçadas a encontrarem um “para sempre” juntos. E esse é o encanto deste livro, assistirmos às várias transformações, de amizade enternecedora para amor arrebatador, de patinho feio em mulher maravilhosa, de rapaz perdido em homem completo, que tornam esta história num romance adorável que nos faz sonhar.


  Repleto de momentos hilariantes e completamente imprevisíveis onde não falta o humor único da autora e que nos fazem rir até às lágrimas, de momentos familiares irresistíveis bem como de momentos apaixonados e ternos onde não faltam discussões arrebatadas e declarações fofas, este livro é um mimo que alegra a alma e preenche o coração. Enquanto nos apaixonámos pela relação de Colin e Penelope também nos deixámos invadir pelo entusiasmo crescente das personagens em tentar descobrir quem afinal é Lady Whistledown, ou seja, muitas reviravoltas e peripécias preenchem estas páginas, muitas teorias e beijos roubados e, pode-se dizer, alguma exasperação e desespero que deixam um sorriso contagiante a bailar nos lábios do leitor enquanto as personagens arrancam cabelos.


  Como sempre, o charme dos Bridgerton deixa-nos de rastos e, neste livro, pode-se dizer que a coisa se torna caótica já que conhecemos melhor duas das três irmãs Bridgerton que irão protagonizar os próximos livros da série. Revemos também Daphne e Kate, Simon e Anthony e, claro, Lady Violet anda sempre por perto para encaminhar as suas crianças. Colin, que já me havia apaixonado nos livros anteriores, é o protagonista perfeito e mostra bem porque é considerado o menino bonito da família. Adorei conhecer melhor Penelope, não só porque me lembra muito a minha pessoa mas porque ela é de facto uma das melhores protagonistas que já tive o prazer de conhecer. E sim, isto siginifica que ela e o Colin são o casal perfeito.


  Julia Quinn tem arrebatado os corações das portuguesas com esta sua série e A Grande Revelação, possivelmente um dos livros mais esperados do ano, vem cimentar ainda mais a adoração que esta autora provoca pois este é o melhor romance histórico que já li. Sem qualquer dúvida. E, claro, o meu preferido da série.


As Minhas Opiniões da Série

15 comentários:

  1. Também gostei imenso, mas tive uma adaptação complicada no inicio. Não foi má, mas não havia clique. Depois do clique, foi ler como se não houvesse amanhã xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pela constatação do óbvio, Sherlock xD

      Já te disse que caí e bati com a cabeça quando era bebé?

      Eliminar
  2. Opa com uma pontuação dessas queres-me deixar maluca :D

    ResponderEliminar
  3. Adoro essa serie de paixão, ao contrario das outras leitoras o meu preferido é o terceiro livro, agora que a revelação é realmente surpreendente isso é, nunca imaginaria.
    Ótima resenha.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso eu já desconfiava!=D E o livro do Benedict também é muito fofo *.*

      Obrigada!

      Eliminar
  4. Pareço a única a ter de esperar até a próxima semana para o ler, uma pessoa desespera de tanto tempo que os livros levam a sair. Daqui a uns valentes anos, quando tiver a série toda vou ler tudo de novo, são os melhores romances de época que há.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não és Marcinha, garanto-te ;) És tu e eu *.*

      Eliminar
  5. Será que sou a única a ter ficado um bocadinho desiludida com este livro?
    Eu achei que o Colin deste livro não é o mesmo dos outros todos, e olha que só me falta ler 2. Achei muito mais introvertido, sem as suas piadas e comportamento descontraído. Enfim. Não é o meu Colin que aparece aqui, mas Penélope é ela mesma e não desilude ninguém. Yeey.

    Ainda bem que gostaste =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Definitivamente foste =p

      Eu compreendo o que estás a dizer mas também é bom saber que ele é um bocadinho inseguro e que às vezes as piadas eram só fachada para esconder uma alma um bocadinho revoltada =p

      Eliminar