segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Opinião - Algo Maligno Vem Aí

Título Original: Something Wicked This Way Comes
Autor: Ray Bradbury
Editora: Saída de Emergência
Número de Páginas: 304


Sinopse
O espetáculo está prestes a começar. O circo chega pouco depois da meia-noite, nas vésperas do Halloween. O que fariam se os vossos desejos secretos fossem concedidos pelo misterioso líder do circo, o Sr. Dark? O circo a todos chama com promessas sedutoras de juventude eterna e sonhos por cumprir… Dois amigos adolescentes, Jim Nightshade e Will Halloway, são incapazes de resistir às atrações. A sua curiosidade de rapazes fá-los descobrir o segredo oculto nos labirintos, fumos e espelhos do tenebroso circo. Inconscientes do perigo em que se veem envolvidos, uma terrível perseguição é posta em marcha e Jim e Will tudo terão que fazer para salvar as suas vidas. Mas, acima de tudo, as próprias almas...


Opinião

  Nasceu em 1920 em Ilinois. Morreu 92 anos depois, deixando mais de trinta livros, seiscentos contos e outros tantos poemas, ensaios e peças. Foi premiado com oO. Henry Memorial Award, o Benjamin Franklin Award, o World Fantasy Award for Lifetime Achievement, o Grand Master Award da  Science Fiction Writers of America, o PEN Center USA West Lifetime Achievement Award, entre outros. Durante setenta anos, Ray Bradbury impressionou com a sua coragem e visão, com a sua escrita floreada e as suas histórias imaginativas, não é de espantar então, que hoje seja um dos maiores nomes da literatura americana.

  Algo Maligno Vem Aí é uma das suas obras mais conhecidas, juntamente com Crónicas Marcianas e Fahrenheit 451, e é uma das muitas histórias que o autor contou passadas em Green Town, uma cidade baseada naquela onde Ray nasceu. Foi publicado em 1962 mas a sua concepção começou em 1955 quando o autor sugeriu ao seu amigo, Gene Kelly, que colaborassem num filme. Não houve financiamento, e The Back Ferris, acabou por se tornar uma história maior chamada Algo Maligno Vem Aí. Foi adaptado ao cinema pela Disney em 1983 com Bradbury a fazer o guião, em série de rádio, peça de teatro e outros formatos. Tem várias reedições nos E.U.A e está traduzido para vinte e cinco países.

  Considerada uma das obras maiores da literatura americana, e uma das melhores do autor, Algo Maligno Vem Aí é um caso bicudo, primeiro, porque não foi tão excepcional quanto estava à espera, segundo, porque descobri um autor cuja escrita me deixou extasiada. Bradbury tem uma escrita floreada, quase cantada, que nos provoca e encanta, que torna uma história simples em algo de extraordinário, que embeleza ou destruí. Isso foi o que mais adorei neste livro, a única coisa que realmente me apaixonou, a forma como o autor usava as palavras, as encaixava ou desmontava, criando ritmos, causando ambiente, fazendo feitiços. E, é isto, o que torna esta obra tão especial, como as palavras formam trocadilhos, coincidências ou, pura e simplesmente, magia.

  Feita de ilusões, horrores e desejos obscuros, esta narrativa é uma ode à vida, uma história do Bem contra o Mal, da Juventude contra a Velhice, do Medo contra a Crença. Complexa e enfeitiçante, fala-nos da magia maligna, da necessidade de acreditarmos, do poder dos nossos temores, através de um enredo tanto macabro como iluminador. Mas, mais do que isso, é uma lição sobre como devemos sempre sorrir face ao pesadelo, rir face à morte e em como, nunca, mas nunca, devemos acreditar em espelhos e fumos. Aparentemente simples, esta é uma história profunda e negra, aterrorizadora, sobre o crescimento, os sonhos e como os nossos desejos nem sempre são lineares, criada num ambiente gótico e nocturno, feita a partir da manipulação e do encanto, mas, principalmente, da tão singela diversão.

  Numa primeira leitura, sei que esperava algo mais e que no fundo, a leitura não correspondeu às elevadas expectativas iniciais mas, conforme vamos nos embrenhando mais e mais na leitura, o poder deste livro vai ficando cada vez mais visível.

  É preciso ler para perceber a magnitude do poder de Bradbury, a beleza das suas palavras, a importância das suas histórias. Algo Maligno Vem Aí é um conto de terror que impressiona, pela sua capacidade em nos arrepiar, pelas suas mensagens, por ser um carrossel de irreverência e beleza demasiado obscura e igualmente deliciosa. 

Sem comentários:

Enviar um comentário