sábado, 8 de fevereiro de 2014

Opinião - Um Homem Imoral

Título Original: My Lord Scandal (#1 Notorious Bachelors)
Autor: Emma Wildes
Editora: Planeta Manuscrito
Número de Páginas: 336


Sinopse
 Apesar da sua beleza, Lady Amelia Patton viveu uma vida protegida entre os seus livros. Quando, de repente, se apercebe que é considerada a beldade do Ton, não fica muito satisfeita. O pai, Lorde Hathaway, deseja casá-la, mas a última pessoa que escolheria para marido dela é o filho do seu pior inimigo…
Alexander St. James é um ladrão de corações, mas não é nenhum assaltante.
No entanto, tem de recuperar um objecto que pertence à sua família para evitar um escândalo e, por isso, entra furtivamente em casa de Lorde Hathaway, não estando à espera de deparar com a sedutora Lady Amelia no quarto, usando apenas uma camisa de renda…
Desde o primeiro encontro entre ambos que Alexander deixa Amelia sem fôlego – será de medo ou de excitação? Fascinado com a beleza dela e encantado com a sua inteligência, ignora os mexericos escandalosos, à medida que parte à sedução da mulher dos seus sonhos…


Opinião

  Devoradora de livros, geóloga e escritora de suspense e romances históricos, assim é Emma Wildes. Escritora publicada desde 2005, defende acerrimamente que para se amar escrever tem de amar ler e talvez por isso tenha colocado as rochas de lado e se dedicado a fazer o que mais gosta, criar histórias.
    Autora de onze séries de romance histórico e outros tantos de suspense com o pseudónimo de Kate Watterson, Emma é conhecida por gostar de colocar espiões nos seus livros, por relacionar as suas personagens umas às outras e por ter sempre a história de dois casais nos seus livros.

  Um Homem Imoral foi o terceiro livro da autora publicado em Portugal e deu início a trilogia Notorious Bachelors. Foi publicado pela primeira vez em 2010 e está traduzido para quatro línguas.

  Esta é a minha quarta leitura de Emma Wildes e, apesar de ser daquelas autoras que nunca me surpreenderam ou satisfizeram por completo, a sua escrita agradável e fluída, a vivacidade das suas personagens e o facto de acrescentar sempre mistérios e outro casal às suas histórias, tem-me proporcionado, até agora, leituras nunca memoráveis mas sempre prazenteiras. Um Homem Imoral é, contudo, a prova que se eu tivesse começado pelos primeiros livros da autora depressa teria desistido de a ler. É também a prova que não há evolução na sua escrita ou grande mudança na sua fórmula. Eu aceito que este seja o trabalho mais fraco da autora mas, infelizmente, também me abriu os olhos para as suas fraquezas.

  Pela primeira vez na minha vida aborreci-me a ler um romance histórico. Isto era practicamente impossível. Então como terá acontecido? A verdade é que tanto o casal como o mistério podiam ter sido os mais interessantes criados por Emma Wildes se não lhes faltasse coerência, emoção e, dígamos assim, se não fossem mais do mesmo. Muitas das acções ou reacções dos personagens parecem inverosímeis consoante as situações em que se vêem envolvidos, o mistério acaba por não ser mistério e perde toda a sua graça no fim, acabando também por não ter grande relevância para a história senão o de empurrar o casalinho para os braços um do outro, o romance em momento algum é intenso ou interessante, o segundo romance não tem qualquer tipo de desenvolvimento, ou seja, não há nada de cativante nesta história.

  A escrita da autora não deixa de ser agradável mas existe um grande vazio nesta história, seja de emoção, seja de ligação as personagens. Não existe uma tentativa em tornar este romance prazenteiro, é apenas um discorrer de acontecimentos que no seu todo se revela bastante aborrecido. As personagens são clichés, não têm nada que as evidencie ou que nos faça gostar delas. São de facto todas completamente indiferentes ao leitor. O casal não pensa em mais nada senão um no outro, não têm personalidades individuais, ele é perfeito, ela é tão perfeita e, no fundo, somos ambos chatos.

  Resumindo, foi o pior romance que li de Wildes e fiquei a pensar seriamente se a voltarei a ler.


As minhas opiniões da série

1 comentário: