sábado, 1 de março de 2014

Opinião - World After

Título Original: World After (#2 Penryn & the End of Days)
Autor: Susan Ee
Editora: Skyscape
Número de Páginas: 314


Sinopse
In this sequel to the bestselling fantasy thriller, Angelfall, the survivors of the angel apocalypse begin to scrape back together what's left of the modern world.

When a group of people capture Penryn's sister Paige, thinking she's a monster, the situation ends in a massacre. Paige disappears. Humans are terrified. Mom is heartbroken.

Penryn drives through the streets of San Francisco looking for Paige. Why are the streets so empty? Where is everybody? Her search leads her into the heart of the angels' secret plans where she catches a glimpse of their motivations, and learns the horrifying extent to which the angels are willing to go.

Meanwhile, Raffe hunts for his wings. Without them, he can't rejoin the angels, can't take his rightful place as one of their leaders. When faced with recapturing his wings or helping Penryn survive, which will he choose?


Opinião
  Susan já esteve em alguns dos sítios mais exóticos do mundo como Jerusalém e Costa Rica mas é a escrever que a sua imaginação realmente vai mais longe. Talvez por isso tenha deixado a advocacia.


  World After é a continuação do seu primeiro livro, Angelfall, uma série distópica sobre o Apocalipse. Publicado em Novembro do ano passado, é o segundo de uma série de cinco e está traduzido apenas para polaco. Segundo o Goodreads e a editora da autora, o terceiro livro sairá em Junho deste ano.
 Depois de uma estreia arrasadora com Angelfall, este segundo volume vem apenas confirmar o que já suspeitava: Susan Ee não é uma autora a subestimar. Muito pelo contrário. É uma autora obrigatória a todos os que adorem uma distopia e que precisam de algo diferente. É uma autora, que com a sua imaginação fértil, nos agarra da primeira a última palavra, com uma história onde não falta nem originalidade nem adrenalina e que, como World After me demonstrou, livro a livro, consegue adensar ainda mais a trama e torná-la ainda melhor e mais viciante.
 
  Este segundo volume, tal como o primeiro, fecha um ciclo mas o seu final é uma abertura em grande para o próximo, deixando questões importantes em aberto e dando-nos toda uma nova perspectiva deste mundo. Mais complexo e obscuro, World After resolve alguns mistérios mas cria outros, dá-nos mais pistas, apimentando a nossa curiosidade, enquanto mantém o ritmo alucinante a que a autora já nos habitou. Com um enredo cheio de acção e suspense, reviravoltas inesperadas e momentos de cortar a respiração, este livro é ainda melhor que o seu antecessor. Não só porque responde a algumas perguntas em aberto mas porque se adensa ainda mais, deixando-nos completamente à toa quanto ao que acontecerá a seguir, e completamente vidrados na história.

  Assustador algumas vezes, surpreendente no seu todo mas com momentos fugazes de ternura, esta é uma leitura que volta a questionar a fé, o nosso amor aos mais chegados, a forma como tratámos o próximo, a nossa capacidade de sobrevivência. Numa guerra em que muitos se deixam arrastar e prender, em que perdem o seu amor- próprio para viverem, outros revoltam-se, planeiam, esperam mas, os verdadeiros heróis, nascem inconscientemente. Não só uma guerra contra a Humanidade ou uma conquista da Terra, este Apocalipse ganha contornos políticos e científicos mais do que filosóficos ou religiosos. Com pormenores interessantes e contornos inesperados, a autora adiciona lutas internas no exército angelical e experiências frankensteinianas, enquanto mostra o pior lado da Humanidade e a inveja que estes causam aos anjos que, apesar disso, vêem os humanos como animais de estimação.

  Penryn continua a demonstrar a sua qualidade como protagonista, mantendo-se corajosa, algo imprudente mas também demonstrando o seu lado mais frágil ou humano. As personagens que a cercam como Dee e Dum, a mãe ou a sua irmã Paige, continuam a mexer com a nossa curiosidade, sendo autênticos mistérios a descobrir pelo leitor. Já Raffe, apesar de pouco presente neste livro, continua a ser um dos pontos fortes do livro e, teve uma substituta a altura nos seus momentos de desaparecimento.

  World After é uma sequela que se prova à altura do seu antecessor, deixando o leitor ainda mais vidrado na série e completamente desesperado pelo próximo livro. É caso para dizer que Susan Ee está a marcar o passo no género distópico e, deixem-me que vos diga, a passos bem largos.


As minhas opiniões da série

Sem comentários:

Enviar um comentário