quarta-feira, 18 de junho de 2014

From Pages to a Movie *A Culpa é das Estrelas*

Opinião do livro; Trailer do filme


  Adaptado do livro original de John Green com o mesmo nome, A Culpa é das Estrelas é o filme mais esperado e desejado deste Verão, ou não fosse o livro em que fosse baseado um autêntico sucesso à escala mundial.

  Como fã do autor, e apaixonada por este livro, foi com enorme expectativa e munida de muitos pacotes de lenços que ontem entrei na sala de cinema para assistir à sua antestreia. Excusado será dizer que mesmo sabendo o fim, as lágrimas foram inevitáveis. 



  Do início ao fim, com uma banda sonora linda de fundo, este filme levou-me pelo mesmo caminho do livro, ao ponto de quase esquecer o seu final. É engraçado como no cinema, esta história parece ainda mais viva, mais intensa, mais bonita e simples, longe do exagero nerd da escrita de Green. Uma excelente adaptação, das melhores que já vi, este filme consegue não só transmitir a mesma mensagem, os mesmos sentimentos como nos dá a sensação de estarmos a ler o livro naqueles momentos mais importantes e épicos que tanto me marcaram.


  Ainda não vi Shailene Woodley como Tris mas posso vos dizer que como Hazel, ela é perfeita em cada momento, seja no seu sarcamo muito próprio ou nos piores momentos. Já Nat Wolff... Alguém podia pedir um Isaac melhor? Eu não, eu escolhia-o exactamente a ele. Mas a supresa, a grande, foi Ansel Elgort. Muito obrigada por seres o Gus perfeito. Como trio, há uma sintonia fabulosa, como casal, Ansel e Shailene arrebatam-nos por completo. Quanto aos adultos, eu não sabia quem era o actor que dava vida ao Van Houten e quando vi só me deu vontade de rir porque o Willem Defoe foi a escolha certa, sem dúvida. E os pais,  apesar do seu papel tão ausente nos livros quase, aqui conseguiram no meio do brilhantismo das cenas de Gus e Hazel destacarem-se, contudo isto acontece apenas com os pais de Hazel. Já agora, eu estive sempre a espera que o Sam se transformasse... num cão. É muitos anos a vê-lo no
True Blood, mas gostei mais de o ver fora do contexto habitual.

A Culpa é das Estrelas é um filme de emoções, de riso e lágrimas, de instropecção. É um filme lindíssimo para quem leu o livro e para quem não leu. É a adptação perfeita para um dos livros mais importantes desta década.




6 comentários:

  1. Olá :)

    Pela descrição acho que vou adorar o livro como adorei o livro :)
    Pode tirar-me uma dúvida? Que diferenças existem entre o livro e o filme? O Augustus tem mais família do que apresenta no filme?

    beijinho*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá!

      Muito poucas, mal se notam. Encaixaram-se cenas, cortaram-se frases e uma personagem que nem aparece no livro, nada de especial. Não, só aparecem os pais do Gus.

      beijinhos

      Eliminar
  2. Olá :)

    Muito obrigada :)
    Então o livro pelo que me parece está muito bem adaptado ao cinema, sem muitas diferenças, o que é muito bom :D

    ResponderEliminar
  3. E o amigo do Gus que aparece no filme também aparece no livro? Eles têm aquela relação de proximidade quase como se fosse família?

    ResponderEliminar