terça-feira, 17 de junho de 2014

Opinião - Foretold

Título Original: Foretold (#1 Sisters of Fate)
Autor: Rinda Elliot
Editora: Harlequin Teen
Número de Páginas: 310


Sinopse
It is written that three Sisters of Fate have the power
to change the world's destiny.
But only if they survive…

The Lockwood triplets have had the prophecy drummed into their heads since birth. Still, Raven, the eldest of the sisters, can't believe it's really happening. She's the reincarnation of a Norse goddess? One of the sisters is destined to die? When it starts snowing in summer in Florida, the sisters fear the worst has come to pass. Ragnarok, the Norse end of the world, has begun.

Raven finds herself the secret protector of Vanir, a boy with two wolves, a knowledge of Norse magic and a sense of destiny he can't quite explain. He's intense, sexy and equally determined to save her when it becomes clear someone is endangering them. Raven doesn't know if getting closer to him will make a difference in the coming battle, but her heart isn't giving her a choice.

Ahead of the sisters is the possibility of death at the hand of a warrior, death by snow, death by water or death by fire.

Or even from something else…

Sisters of Fate
The prophecy doesn't lie: one is doomed to die.



Biografia
  Rinda Elliott cresceu rodeada de livros e filmes de fantasia, ficção científica e romance, numa família curiosa e apaixonada pela vida, o que motivou o seu interesse por histórias inusuais. Adora fazer vinho, colecionar música e jogar quando não está perdida na sua escrita e sempre tentou separar o seu lado mais negro do outro mais divertido e romântico.

  Estreou-se na publicação o ano passado, depois de muito tempo dedicada à ficção mais curta.

  Foretold é o primeiro volume da sua nova trilogia inspirada na mitologia nórdica, tendo sido publicado este ano.


Opinião
  Ao longo deste ano tenho tido a sorte de encontrar muitas surpresas em livros que me podiam parecer medianos ou não suficientemente bons à primeira vista, e Foretold, a minha estreia com a autora Rinda Elliott, foi mais um desses casos, um livro que quase me poderia ter passado ao lado, mas que acabou por me agarrar desde a primeira página. Uma história viciante e imaginativa, fluída, cheia de humor e acção, este livro fez-me recordar um dos meus livros preferidos, Predestinados, pela capacidade da autora em brincar com a mitologia e, ao mesmo tempo, conseguir manter-se fiel aos mitos originais, encontrando um equilíbrio espantoso entre o que conhecemos e a sua imaginação fértil. Com uma escrita divertida e entusiasmante, Rinda consegue fazer-nos devorar o seu livro enquanto nos arrasta por completo para a sua história.

  O mundo está prestes a acabar, profecias concretizam-se, deuses nórdicos reencarnam em jovens dos nossos dias, numa narrativa rápida, cheia de adrenalina, onde não falta romance e perigo, onde os mitos se entrelaçam com o presente e a normalidade é algo que já ninguém conhece. Sem ser complexo, este livro não deixa de ser intrigante ou viciante, permitindo-nos desfrutar de cada momento da leitura com um prazer crescente, enquanto, criaturas fantásticas aparecem do nada, deuses vivem dentro de nós e somos perseguidos por algo que desconhecemos e tememos. Imaginativo e curioso, equilibrado em momentos de acção e romance, com a dose certa de humor, este é um enredo que traz a mitologia nórdica a um outro patamar, com uma originalidade estranha e espantosamente fiel aos contornos dos mitos.

  Como se não bastasse toda a adrenalina crescente que se vive em cada momento, a autora consegue ainda manter-nos em suspenso quanto ao que se passa com as outras duas protagonistas, conseguindo contar-nos tudo e esconder-nos tudo ao mesmo tempo, já que não temos pleno acesso ao que se passa com as irmãs de Raven. Se neste livro há pistas e personagens importantes, há também muitas peças do puzzle que ainda nos faltam, permitindo-nos apenas adivinhar o que aí virá.

  Para além de tudo isto, esta história tem personagens fáceis de se adorar e com as quais rapidamente criámos uma ligação. Irmã mais velha e responsável, Raven é um misto de força e timidez, com uma personalidade desastrada e um coração do tamanho do mundo enquanto Vanir, irmão mais novo, sensível e forte é um líder debaixo do ar de rapazinho. Juntos são o casal mais fofo à face da terra, protagonizando os momentos mais doces e divertidos do livro, sem que o romance monopolize ou enjoe. Juntando a isto um par de irmãos mais velhos protectores e meio doidos, uma mãe totalmente louca e duas irmãs gémeas completamente diferentes, é de se notar que este livro tem um rol de personagens irresistíveis, e que só tenho pena não tenham um bocadinho mais de profundidade.


  O livro ideal para os fãs de Josephine Angelinni que prefiram a mitologia nórdica, Foretold é uma mistura fantástica de mitologia, aventura e romance, prometendo uma trilogia que irá conquistar facilmente quem a ler.

Sem comentários:

Enviar um comentário