sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Opinião - The Winner's Curse

Título Original: The Winner's Curse
Autor: Marie Rutkoski
Editora: Farrar, Straus and Giroux
Número de Páginas: 355


Sinopse
Winning what you want may cost you everything you love.

As a general’s daughter in a vast empire that revels in war and enslaves those it conquers, seventeen-year-old Kestrel has two choices: she can join the military or get married. But Kestrel has other intentions. One day, she is startled to find a kindred spirit in a young slave up for auction.

Arin’s eyes seem to defy everything and everyone. Following her instinct, Kestrel buys him—with unexpected consequences. It’s not long before she has to hide her growing love for Arin. But he, too, has a secret, and Kestrel quickly learns that the price she paid for a fellow human is much higher than she ever could have imagined.

Set in a richly imagined new world, The Winner’s Curse by Marie Rutkoski is a story of deadly games where everything is at stake, and the gamble is whether you will keep your head or lose your heart.



Biografia
  Marie Rutkoski cresceu em Bolingbrook, Illinois como a mais velha de quatro e cedo decidiu ser Alguém que Adora Livros. Estudou na Universidade de Iowa, viveu em Moscovo e Praga e estudou Shakesperare em Harvard onde também aperfeiçou o seu talento em referir-se a si mesma na terceira pessoa.

  Agora vive em Nova Iorque, onde é professora de Literatura Inglesa e ensina drama renascentista, literatura infantil e escrita ficcional. Está a aprender a tocar violino, é louca por chá fino e a sua sobremesa preferida é crème brulée. Publicou o seu primeiro livro em 2008.

  The Winner’s Curse é o seu último livro e o primeiro de uma trilogia. Publicado em Março deste ano, tem sido um dos livros mais falados do ano.



Opinião
  Enquanto leitores, sabem como é fácil apaixonarmo-nos por uma capa bonita. E sabem também que, se essa capa muitas vezes engana, outras, acaba por se revelar até inferior à história que esconde. The Winner’s Curse tem uma das capas mais estonteantes deste ano mas é também, um dos melhores livros deste ano. Por baixo de uma capa com um vestido lindíssimo, está uma história tão cruel quanto fascinante, uma história que tanto visa o lado dos vencedores como dos vencidos, uma história de injustiças, amores proibidos e intrigas. Marie Rutkoski conquista-nos desde a primeira página, com uma escrita concisa e elegante sem ser elaborada, capaz de nos torturar e deliciar em todos os momentos, capaz de nos tirar o fôlego, iniciando uma trilogia que promete arrebatar-nos e quebrar-nos em igual medida.

  Numa narrativa cheia de história e estratégia, amor e guerra, dois mundos entram em confronto. De um lado, um povo bélico, práctico e arrogante. Do outro, um povo harmonioso, contador de histórias e amante do conhecimento. Um vencedor e senhor, outro vencido e escravo, ambos se odiam e desprezam quando antes havia admiração e inveja, ambos clamam justiça e o amor dos deuses, ambos gritam a sua superioridade. Um mundo complexo cheio de dualidades, este permite-nos ver os dois lados da contenda, deixando-nos a debater sobre o real conceito de justiça enquanto nos apresenta as diferenças sociais, raciais, políticas e económicas que dividem e unem estes dois povos. É fácil compreendermos e amarmos ambos os mundos e isso torna difícil a escolha de vítimas ou vilões, algo que a autora nos dificulta ainda mais ao inverter os papéis e mostrar que na guerra vale tudo e a História só pode ser escrita pelos vencedores.

  Intrigas, mentiras e escândalos fazem deste enredo um crescendo de emoções e acção, onde não faltam promessas quebradas, lutas até a morte ou bailes cheios de sussurros. Morte e amor, guerra e paz, bondade e maldade, andam de mãos dadas nesta história onde apaixonares-te pelo inimigo não pode destruir a lealdade ao teu povo, onde a adoração ao país em que nasceste não consegue quebrar a memória de um beijo. Complexo em narrativa e sentimentos, este livro tortura o leitor, divide-o, quebra-o mas também nos arrebata pela beleza escondida no sangue derramado, pela esperança gritante disfarçada em gestos submissos. Aqui nada é o que parece, pois tal como um intricado jogo de tabuleiro é preciso usar da ilusão e do engano, é preciso ceder para vencer, é preciso trair para perdoar.

  Personagens fascinantes dão vida a esta história intricada. Personagens capazes do melhor e do pior, marcadas pelas suas histórias e algumas, lendas à sua maneira. Como Krestel, a protagonista. Estratega brilhante, inteligente e lutadora média, música excepcional, é capaz de uma bondade maior que o mundo, lê segredos como mais ninguém e vinga-se como poucos sabem fazer. E Arin, arrogante, sonhador, inteligente, que pensa demasiado com o coração, mente demasiado bem e não consegue viver dividido pelo amor e lealdade. Ou Tarjan, o general frio e brilhante e pai com demasiadas expectativas. E tantas outras personagens que irão maravilhar-vos.

  Um livro à minha medida, The Winner’s Curse reúne tudo o que adoro num livro de fantasia. Um mundo intrigante e complexo. Personagens lendárias. Uma história inesquecível e surpreendente. Esqueçam a capa, percam-se na leitura, porque é ainda melhor.

4 comentários:

  1. Olá :)

    Ler livros em inglês foi algo para o qual ainda não arranjei muita coragem. Mas tenho mesmo que ganhar, porque pelo que vejo há livros muito bons que nunca serão publicados cá :/
    Gostei muito de ler a opinião. Foi mais um pontinho para me dar coragem a começar!

    Boas viagens,
    Rosana
    http://bloguinhasparadise.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá!

      Eu comecei há um ano e cada vez leio mais em inglês, abriu-me um mundo de possibilidades e muitos livros fantásticos nunca teriam chegado a minha estante se assim não fosse.

      É mais fácil do que parece ;) Obrigada!!

      Boas leituras!

      Eliminar
  2. Em primeiro lugar, tenho a dizer que adorei a tua opinião e que com ela me obrigaste a acrescentar mais um livro à minha pequena(que mentira, enoooorme) wishlist. Presumo que não exista a menor inclinação pela parte de uma boa alma para o traduzir e por isso pergunto se existe na fnac ou noutra livraria qualquer(se me souberes responder, claro:-))
    Beijinhos e mais uma vez parabéns pela fantástica opinião ;-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito Obrigada!!=D Ainda bem, porque este livro é fantástico!

      Ora ele saiu em Março deste ano, portanto recente para alguém traduzir infelizmente =( E também para estar disponível em FNAC e afins... Eu compro os livros em inglês no Book Depository mas sei que algumas meninas compram no Awesome Books que tem livros em segunda mão e por isso mais baratos...

      Mais uma vez, obrigada *.*

      beijinhos e boas leituras!

      Eliminar