sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Opinião - Something Strange and Deadly

Título Original: Something Strange and Deadly (#1 Something Strange and Deadly)
Autor: Susan Dennard
Editora: HarperCollins
Número de Páginas: 388


Sinopse
There's something strange and deadly loose in Philadelphia...

Eleanor Fitt has a lot to worry about. Her brother has gone missing, her family as fallen on hard times, and her mother is determined to marry her off to any rich young man who walkers by. But this is nothing compared to what she's just read in the newspaper—

The Dead are rising in Philadelphia.

And then, in a frightening attack, a zombie delivers a letter to Eleanor... from her brother.

Whoever is controlling the Dead army has taken her brother as well. If Eleanor is going to find him, she'll have to venture into the lab of the notorious Spirit-Hunters, who protect the city from supernatural forces. But as Eleanor spends more time with the Spirit-Hunters, including the maddeningly stubborn yet handsome Daniel, the situation becomes dire. An now, not only is her reputation on the line, but her very life may hang in the balance.


Biografia
De uma pequena cidade da Georgia, Susan é escritora, leitora, adoradora de animais e comilona de bolachas. Em tempos foi bióloga marinha, o que a levou a visitar seis continentes, antes de assentar como escritora a tempo inteiro. E não, os seus livros não são sobre peixes.

Something Strange and Deadly foi o seu primeiro livro. Publicado em 2012, ainda não está traduzido para outra língua.


Opinião
   Há livros que nos chamam a atenção. Há livros que adorámos. E há livros que parecem que foram escritos para nós. Something Strange and Deadly foi amor à primeira vista e depois, à primeira palavra. Depois de anos a namorá-lo, meses a guardá-lo na estante, finalmente ganhei coragem para o ler e, se tinha medo de ter demasiadas expectativas, rapidamente esse medo se evaporou pois este livro não só correspondeu ao que esperava, como foi ainda melhor. Com uma escrita elegante mas mórbida, e um humor delicioso, Susan Dennard traz-nos uma história sombria e misteriosa, uma história tão capaz de nos arrepiar como de nos fazer rir, uma história que mistura os bons costumes vitorianos com irreverência, e que é capaz de nos manter em suspenso até ao final. 

  Sessões espíritas que correm mal, segredos bem guardados e um cemitério onde os cadáveres deixaram as suas tumbas, são apenas alguns dos ingredientes que tornam este livro um intricado puzzle, tão assustador como charmoso, onde não falta nem magia nem engenhocas. Numa narrativa onde, tanto se pode citar Shakespeare como, tentar matar um zombie com uma sombrinha, acontecimentos aparentemente dispersos e sem ligação dão lugar a uma complexa teia de intriga e conspiração, que irá revelar-se, peça a peça, num enredo onde, a tensão é crescente e o mistério adensa-se a cada página. Com um ambiente requintado, mas nem por isso, menos demente, onde, num momento se está na ópera e, no outro a tentar salvar a pele, esta história é uma sequência de momentos que nos faz suspender a respiração, enquanto nos deslumbra e cativa, tanto pela diferença que o caracteriza, como pelo mistério que a envolve.

  Doce, mas amargo. Belo, mas marcado por cicatrizes. Antiquado, mas com laivos de rebeldia. Assim é Something Strange and Deadly, uma mistura de sombras e luz, de beleza e fealdade, de raciocínio e demência, de justiça e vingança. Nunca sabemos o que esperar da próxima página. Nunca sabemos quem são os inimigos ou os amigos. Nunca sabemos onde realmente se esconde a traição ou onde se guarda a verdadeira coragem. Em cada momento há uma surpresa, uma reviravolta, um segredo. Por isso, está é uma leitura que nos prende a atenção, que nos ilude, que nos fascina. Porque nada é o que pensámos, nada é o que parece.

    Cada personagem tem um passado, um segredo, uma perda. E todas elas, de alguma forma nos criam empatia, mesmo que umas mais do que outras. Como o mal- humorado, inteligente e teimoso Daniel. Ou o corajoso e misterioso Joseph. Ou Jie Chen, que não é o que aparenta. E depois há Eleanor. Respondona, inteligente e doce Eleanor. Incapaz de estar calada, incapaz de ficar parada, ela já era razão suficiente para que ler este livro valesse a pena, porque é só, só, das poucas protagonistas que gostava mesmo de ser.

   Escrito à minha medida, Something Strange and Deadly é mais do que um caso de amor imediato. É a resposta para quem procura algo diferente. É o livro a ler para quem gostou de Eterna Saudade de Lia Habel ou da trilogia As Origens de Cassandra Clare. É a forma perfeita de recordar Anastasia e Dimitri. E se tudo isto não bastar, ele basta por si próprio. 

6 comentários:

  1. Aiiii estás a ficar como a P7, sempre a levar a malta para maus caminhos! Quero :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem me parecia que tinha as orelhas quentes. xD Desta vez, até eu estou a ter dificuldade em resistir. ;)

      Eliminar
    2. Vais ficar com elas ainda mais quentes xD Não resistam, deixem-me fangirlar sobre este livro, deixem *.*

      Eliminar
  2. Há tradução para português deste livro que parece ser maravilhoso?? Bjs

    ResponderEliminar