quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Opinião - Entre o Agora e o Nunca

Título Original: The Edge of Never (#1 The Edge of Never)
Autor: J. A. Redmerski
Editora: Editorial Presença
Número de Páginas: 464


Sinopse
Camryn Bennett decide, com a impetuosidade dos seus 20 anos, abandonar um quotidiano previsível e aventurar-se numa viagem sem destino em busca de si própria. Entra num autocarro de longo curso e deixa-se ir ao sabor do momento. É então que conhece a pessoa que irá mudar para sempre a sua vida - Andrew Parish, um jovem que vive a vida intensamente. O espírito livre e aventuroso de Andrew exerce sobre Camryn um poderoso fascínio e, pouco a pouco, vai quebrando as suas defesas, libertando-a das convenções que a impedem de viver plenamente o presente e expondo os seus desejos mais secretos. Sensual e inspirador, este romance fala-nos do amor, da paixão, do erotismo... e da coragem de vivermos até ao limite sem nos trairmos a nós próprios. 


Biografia
  Jessica Ann começou a auto-publicar os seus livros em 2012 mas, com o sucesso gigantesco de Entre o Agora e o Nunca, rapidamente foi contactada por uma editora, com a qual publicou mais três livros, incluindo Entre o Agora e o Sempre. Apesar disso, continua a auto-publicar algumas das suas obras.
  Apaixonada por livros e cinema, J.A. tem entre os seus filmes preferidos Dracula de Bram Stocker, Clube de Combate, O Advogado do Diabo, Matrix, a saga Harry Potter e a trilogia O Senhor dos Anéis. Também é uma fã de séries, sendo a sua preferida The Walking Dead. E claro que um dos seus sonhos é viajar pelo mundo de mochila às costas acompanhada do seu “parceiro no crime”.

  Entre o Agora e o Nunca foi publicado em 2012 e está traduzido para dezassete línguas.



Opinião
  Enquanto leitora já encontrei centenas de histórias de amor. Algumas memoráveis e intemporais, outras banais e iguais a tantas outras. Quanto a este livro, estava céptica, confesso. Não acreditava que me fosse marcar de alguma forma. Achava que era mais uma história de amor que iria gostar mas esquecer rapidamente. Mas, por vezes engano-me. A verdade é que, Entre o Agora e o Nunca nada tem de banal. Muito pelo contrário. J.A. Redmerski dá-nos uma história feita de momentos vividos no presente, momentos cheios de intensidade e entrega, sem planeamento, sem regras e medidas. Com uma escrita que glorifica a juventude, o amor e o presente, esta autora envolve-nos através de uma escrita viciante e deliciosa, capaz de nos fazer rir às gargalhadas bem como chorar até ao infinito. Preparem-se para corar até aos pés, exasperarem-se de tal forma que os vossos olhos revirar-se-ão montes de vezes. Preparem-se para viver em plena luz do dia, os sonhos que não contaram a ninguém.

  Podia ser uma história como outra qualquer. Uma rapariga vira às costas à sua vida normal, às expectativas da sociedade, ao passado e ao futuro. Um rapaz tenta fugir das probabilidades e adiar o inevitável. Só que eles encontram-se. Perdidos e magoados com tudo, sedentos por tudo, juntos percorrerão os caminhos dolorosos e gloriosos do amor, numa tentativa quase obcecada de descobrir os sentidos da vida, os caminhos curvos do destino. Numa narrativa poderosa e arrepiante, os nossos alicerces são abalados, a nossa alma devastada. É impossível ficarmos indiferentes às emoções, pensamentos e actos de Cam e Andrew. É impossível não nos revermos neles, não os admirarmos, não sentirmos uma certa inveja da sua coragem para mandar tudo à fava e partirem sem rumo. 

  Uma história intensa, por vezes doce e calma, outras tempestuosa e dramática, ela acaba por nos fazer enfrentar os medos de uma geração da qual tudo foi exigido. Fala-nos de rejeitar as expectativas da sociedade e da família, sobre descobrirmos quem realmente somos e o que queremos, sobre viver o dia e não temer os anos longínquos. Um romance único e inesquecível sobre agarrar segundas oportunidades e deixar-nos levar ao sabor do vento, ou melhor, dos desejos, dos sonhos, das paixões, que nos provoca até ao limite e impede a passividade, este livro é, permitam-me a expressão, um grande vai-te lixar às comodidades, às banalidades, ao comum, ao aborrecido. Ao som de músicas memoráveis das décadas em que elas tinham um sentido e um propósito, do motor ronronante de um carro da altura em que eles eram feitos para ser admirados, somos apanhados numa estrada sem fim, cheia de maravilhosas possibilidades.

  Mas este livro não seria esta explosão de sentimentos senão tivesse Cam e Andrew como protagonistas. Nem pensar. São eles que dão alma e coração às páginas que devorámos insanamente. Cam com o seu jeito de miúda inocente e retraída, e que nos vai maravilhando com o seu deslumbramento enquanto descobre que quebrar as regras de vez em quando sabe demasiado bem. Andrew por ser quase perfeito, não fosse ser um insensato que esconde coisas que não devia. Sim, eles com os seus defeitos e medos é que nos levam aos limites. De tal maneira, que apesar de eu achar que no fim acontece tudo muito rápido, acabei por os perdoar. Porque afinal, eles não vivem a vida sobre as expectativas de ninguém. Nem mesmo dos leitores.

  Entre o Agora e o Nunca é um livro que deve ser devorado e apreciado. É uma história que nos canta à alma, que nos arrebata e, mesmo nos seus piores momentos, ensina-nos o quanto a vida é preciosa e que o presente é para ser vivido até ao limite. Afinal, o que é um futuro senão tivermos recordações resplandecentes do passado?

6 comentários:

  1. Olá Patrícia :)

    Como sempre, é um grande prazer ler as tuas opiniões! Apesar da quantidade enorme de blogues literários que existem confesso que as tuas opiniões estão entre aquelas que mais me dizem :).
    Já tinha visto o livro nas novidades claro, mas ainda não tinha lido nenhuma opinião do mesmo. Mas acho que vou seguir o teu conselho e acrescentá-lo à minha lista!

    Beijinhos,
    Rosana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Rosana!

      Ohhh, muito obrigada *.* é sempre tão bom ler comentários como o teu, acredita!
      Eu acho que fazes muito bem, é um livro maravilhoso!

      Beijinhos e boas leituras,

      Eliminar
  2. Vamos fazer o clube de fãs do Andrew?
    Estavas céptica porque ainda confias pouco em mim, tens de te deixar levar pela minha magia minha linda...
    (Imagina-me com o Stitching Snow na mão, sou eu a beber da tua *.*)

    Beijosososos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vamos!!!!*.*

      Eu confio em ti mas há situações em que temos opiniões diferentes =p
      Eu imagino-te é a adorá-lo!!*.*

      Beijinhoooosss

      Eliminar
  3. Olá!

    Gostei muito da opinião. Já tinha visto este livro muitas vezes, mas esta opinião deu-me vontade de ler o livro.

    Beijinhos e boas leituras!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá!

      Obrigada! Ainda bem, espero que goste =D

      beijinhos e boas leituras

      Eliminar